Dicas

Em busca do perfume ideal...
Pode acreditar: existe, no mínimo, uma fragrância que combina perfeitamente com você.
Para encontrar esse tesouro, basta seguir estas lições:

1ª LIÇÃO Como escolher?

A escolha de um perfume não é feita com base apenas na sensação que ele provoca, mas também nas emoções que ele resgata. Por isso, para sair da loja com a certeza de que fez a melhor opção, mesmo estando às voltas com inúmeras tentações, leve em consideração algumas regrinhas de ouro:

  • Nunca se baseie no cheiro do perfume na pele de outra pessoa. A genética, os hábitos alimentares, o grau de transpiração, enfim, todos os nossos odores naturais se misturam ao perfume fazendo com que ele resulte em um cheiro diferente em cada pessoa. Para ter certeza de que realmente gosta, teste sempre na própria pele.
  • Para ter certeza de que realmente gosta do perfume, é preciso aguardar, pelo menos, uma hora após a aplicação, para o desenvolvimento das três fases da difusão da fragrância: notas de saída duram no máximo 15 minutos; notas de coração são liberadas a partir do aquecimento da pele e duram 40 minutos; e notas de fundo são as mais tardias, porém mais persistentes.
  • Descanse o nariz. Ao contrário do que muita gente diz, os grãos não anulam o perfume, eles acabam sendo mais um aroma a ser registrado. Quando a experimentação começar a se misturar, cheire um local da própria pele que esteja sem perfume.
  • Faça uma lista de seus cheiros favoritos sem se importar o quão obscuro eles podem ser (cheiro do mar, cheiro de grama, amêndoas açucaradas) e procure por eles nos perfumes. Tente relacionar também caminhos olfativos similares a outros que você já tenha usado.

2ª LIÇÃO COMO USAR

Já escolheu o seu cheiro? Então tire o máximo proveito dele. Veja aqui dicas para acertar na dose:

  • Não se deve aplicar o perfume em roupas: o odor do tecido se mistura ao da fragrância, alterando o resultado — além de haver o risco de manchar a peça. o Jamais aplique um perfume antes da exposição ao sol, pois se trata de um produto químico que pode agir como sensibilizante — e provocar manchas na pele.
  • Caso a pele fique irritada com a aplicação de um perfume, é melhor deixá-lo de lado. A reação indica alergia à fragrância ou a algum de seus componentes. o Preste atenção e tome cuidado com outros cheiros que seu corpo apresente, como o do sabonete, xampu, desodorante, creme... Da mesma forma, os homens devem ficar espertos com o creme de barbear e o desodorante, que no caso deles costumam ter fragrância forte.
  • Logo após o banho, os poros retêm água e o contato com o perfume faz com que a fragrância evapore mais rapidamente. Por isso, aguarde sempre alguns minutos antes de borrifar sua colônia ou perfume na pele.
  • A temperatura ambiente também deve influenciar na escolha. Não é à toa que o mundo da perfumaria trabalha com as estações do ano, direcionando lançamentos para cada uma delas. Essências cítricas são perfeitas para os meses quentes, assim como as orientais caem melhor no frio.
  • Vale colocar um pouco de perfume na palma das mãos e espalhar fugazmente pelo corpo. Também vale perfumar o rosto: o cheiro ficará em contato direto com o olfato do parceiro na hora do romance. Aliás, dizem que uma mulher deve passar perfume onde gostaria de ser beijada. Afinal, em matéria de sedução, o perfume é um poderoso aliado.

3ª LIÇÃO COMO GUARDAR

  • Perfumes devem ser mantidos ao abrigo da luz, umidade e calor, pois se alteram quando expostos a esses agentes. Sem contato com o ar, ou seja, lacrados como saem da fábrica, podem durar por anos. Uma vez abertos, porém, inicia-se um processo de deterioração e, em perfeitas condições de armazenamento, têm validade de dois anos, em média.
  • O banheiro, que a maioria das pessoas usa, não é o local mais indicado porque a umidade e as oscilações de temperatura prejudicam a fragrância. Um bom lugar é dentro do guarda-roupa, ou em qualquer canto escuro, porém fresco, arejado.
  • Para saber se o líquido estragou, preste atenção na coloração e no odor. Se o líquido escureceu e ficou com tom de caramelo e também se houver qualquer alteração no cheiro, já era.

Questão de pele

Dependendo do tipo, a performance do perfume pode variar. Fique por dentro das particularidades de cada uma:

  • Pele oleosa: fixa melhor o perfume e o deixa mais intenso. Prefira os tipos Eau de Toilette ou até mesmo as versões Summer sem álcool de sua fragrância favorita.
  • Pele seca: é mais difícil manter o aroma. Vale usar um hidratante da mesma marca ou da mesma família olfativa para aumentar a hidratação da pele e a sua capacidade de retenção.
  • Pele normal: fixa o perfume de maneira ideal, geralmente durante horas.
  • Pele clara: a fragrância permanece por menos tempo, por isso são indicados aromas marcantes, como os florais mais densos, amadeirados ou orientais. o Pele morena: o perfume adere melhor à pele. É aconselhável investir nos bem suaves, como os cítricos, ou os florais mais leves.

Questão de hora

Leve sempre em consideração o clima da região onde vive e o horário que usará a fragrância, se noite ou dia. O mesmo perfume pode ser adotado nos dois períodos, mas durante o dia é recomendado diminuir a quantidade. Exceção para as fragrâncias exclusivamente “noturnas”, que são intensas e marcantes e pedem uma produção sofisticada. Capriche nas escolhas:


  • Noite: se a ideia é que o perfume dure muitas horas, as melhores fragrâncias são aquelas elaboradas com ingredientes mais densos, como madeiras, resinas, flores nobres e também as opções “gourmet”, com notas de frutas adocicadas, chocolate ou baunilha. Como a fixação é maior, a evaporação é mais lenta.
  • Dia: as colônias à base de ervas aromáticas, como lavanda ou alecrim, ou ainda as cítricas, como laranja, bergamota ou limão, são leves e suaves, evaporando mais rapidamente. Vale a pena também apostar nas fragrâncias que combinam flores e frutas.
  • Verão: em dias quentes, frequentes em países tropicais como o Brasil, o ideal é usar aromas leves, como os florais frutais, as lavandas, os cítricos e até mesmo os unissex.
  • Inverno: o clima mais frio permite o uso de perfumes mais encorpados e quentes, como os amadeirados e orientais.
  • Balada: se a ideia é conquistar alguém, os melhores cheiros são os mais densos, com ingredientes orientais, especiarias, musk ou âmbar. Mas cuidado com a dosagem: esses cheiros podem se tornar enjoativos demais.
  • Ginástica: devem-se evitar os perfumes mais doces, com ingredientes como baunilha e musk. O ideal é usar fragrâncias mais frescas, cítricas ou com um toque de lavanda, que não comprometem ninguém.
  • Entrevista de emprego: a escolha do perfume ajuda a transmitir uma boa impressão a seu respeito. Evite os tipos mais doces e aposte nos florais mais suaves ou nos cítricos.
  • Evite usar perfume em: maternidade, na casa de pessoas idosas ou perto de bebês. Uma opção é a água de colônia, bem mais suave.

Topo